sábado, 26 de fevereiro de 2011

Console uma mãe enlutada

Tadelu Dimbasha, em frente a sua casa.  

ETIÓPIA (43º) - Tadelu Dimbasha sofre hoje as consequências de uma difícil escolha feita assim que se casou. Cristã por criação, Tadelu se converteu ao islamismo quando se casou com um homem muçulmano. O casamento terminou em um divórcio e, após este, Tadelu voltou a professar a fé cristã.
Essa mulher etíope, entretanto, enfrentou um grande problema: sua filha Nura deveria ser criada como muçulmana, porque as crianças em seu país são criadas na religião do pai, não da mãe.
Nura foi criada por uma tia muçulmana, mas um dia foi convidada a participar de um culto cristão e se converteu. Para sua segurança, manteve sua escolha em segredo.

Um encontro infeliz
No entanto, um muçulmano começou a demonstrar interesse por Nura, querendo se casar com a jovem. Nura não concordava com essa situação porque se considerava muito jovem para se casar e não se casaria com alguém de uma religião diferente.
Sua mãe, Tadelu, conta: “Dia 2 de junho, saímos para trabalhar juntas, Nura e eu. No final da tarde, ela me disse que iria sair mais cedo. No caminho de volta, foi abordada por aquele homem que queria se casar com ela. Ele a levou embora e a feriu”.
Mais tarde, um motorista de transporte público viu alguém caído na rua, e um dos passageiros reconheceu Nura. Ele rapidamente chamou Tadelu.
Quando Tadelu chegou, percebeu que a filha estava gravemente ferida. “Coloquei sua cabeça em meu colo. Ela estava muito fraca. Quando lhe perguntei quem lhe tinha feito aquilo, ela não respondeu. Esperava que ela se recuperasse, mas, antes de chegarmos à clínica, minha filha morreu.”
Após a morte de Nura, representantes da Portas Abertas fizeram uma visita a Tadelu, que ainda está muito abalada. A maneira com que Nura foi morta chocou a todos os cristãos da cidade de Bambasi, onde Tadelu vive.
A Portas Abertas incentiva seus parceiros de todo o mundo a enviar palavras de apoio e consolo a essa mãe enlutada.

A campanha de cartas
 É extremamente importante que você siga as orientações abaixo. Qualquer correspondência que fugir às regras será descartada.
• Não mencione a Missão Portas Abertas.
• Envie cartas, cartão ou cartão-postal com um ou dois versículos, ou um pequeno texto, apenas em inglês. Veja modelos aqui.
• Se for enviar um cartão-postal, não coloque seu endereço. Seu nome e país são suficientes.
• Os cristãos sempre gostam de receber desenhos infantis. Se você for encorajar seus filhos ou crianças de sua igreja a desenhar, tenha certeza de que os desenhos não fazem alusão à violência. Desenhos desse tipo não serão enviados.
• Não mande dinheiro no envelope. Se quiser ajudar, entre em contato conosco.

Mande sua carta para:

Tadelu Dimbasha
a/c Missão Portas Abertas
Caixa Postal 12.655
CEP 04744-970
São Paulo - SP
Tradução: Getúlio Cidade

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

2º ANIVERSÁRIO DO PROCURANDO OS PERDIDOS

Graça e paz a todos!

Com a correria do dia a dia acabamos esquecendo que ontem foi nosso segundo aniversário.

Durante o ano que passou alcançamos muitas vitórias: A frequência de visitas ao blog aumentou, assim como o número de seguidores, mas talvez o maior motivo para festejarmos esse segundo aniversário seja o fato de contarmos hoje com mais de 3.000 contatos que nos ajudam na intercessão por nossos irmãos missionários.

O “Informativo Procurando os Perdidos” enviado semanalmente e que substituiu os e-mails de intercessão que eram enviados diariamente, têm tido cada vez mais aceitação por parte de nossos irmãos, e temos recebido várias palavras de apoio e incentivo pelo conteúdo que o mesmo vem apresentando.

Com o Informativo tivemos a oportunidade de não apenas informar os motivos diários de oração pelos irmãos da Igreja Perseguida, dos Povos não alcançados, dos Missionários da JAMI e de outras agências e Pastores, Missionários, Lideres e Membros da SENAM-Sertão, mas acrescentamos:

1) Matérias de Capa com assuntos atuais e importantes para todos nós que buscamos uma vida compromissada com a Palavra de Deus e com o Deus da Palavra;

2) Cartas Missionárias recebidas de nossos irmãos Missionários que nos acompanham, trazendo assim notícias atualizadas dos diversos Campos Missionários espalhados por todos os Continentes;

3) Reflexões baseadas na Palavra de Deus que nos ajudam na melhor compreensão de nosso papel enquanto cristãos e membros de uma sociedade que espera ver em nós um exemplo a ser seguido; e

4) Testemunhos Cristãos enviados por nossos irmãos e outros retirados de sites confiáveis, principalmente o da Missão Portas Abertas.

Sim, temos muitos motivos para nos alegrar e desejamos que você que nos acompanha também se alegre conosco. Aqui somos uma só família: A família do Senhor. Unida e compromissada em fazer o Seu nome, não apenas conhecido, mas respeitado, exaltado, adorado e louvado por todos aqueles por quem Ele entregou Sua vida.

Esperamos continuar contando com as orações e o apoio de todos.

Muito obrigado a todos.

Sempre junto em Jesus.

Antonio Carlos