sábado, 9 de março de 2019

Oração pela Igreja Moçambicana




Oração pela Igreja Moçambicana





Moçambicanos fugindo da perseguição no norte do país


“Finalmente, irmãos, orai por nós, para que a palavra do Senhor se propague e seja glorificada... e para que sejamos livres de homens perversos e maus; porque a fé não é de todos.” (2 Tessalonicenses 3: 1,2)

Graça e paz irmãos.
Gostaria de envolver os irmãos em orações e jejuns pela igreja moçambicana.
Levar a mensagem de salvação não é tarefa fácil onde existe perseguição religiosa, seja ela velada ou declarada. Velada, quando, na frente dos missionários, crentes e pastores, as pessoas dizem respeitar a mensagem do Evangelho e ao se afastarem proíbem seus familiares de seguirem as orientações que lhes foram dadas; declaradas, quando existem agressões e mortes de cristãos.
Em Moçambique a perseguição é velada. Mencionamos essa situação em nosso Informativo nº 17 (Acesse, baixe o arquivo em PDF e saiba mais sobre a situação geral do país: http://procurandoosperdidos.com.br/INFORMATIVO_ANO_II_-_NÚMERO_17.pdf ).

ORE INTENSAMENTE e JEJUE REGULARMENTE:

1 – Para que os missionários e pastores consigam desenvolver seus ministérios com mais tranquilidade, sem obstáculos por parte dos muçulmanos e curandeiros locais;
2 – Pela conversão dos grupos Islâmicos e curandeiros locais;
3 – Pelos mantenedores dos Projetos missionários existentes em todo o país e para que o Senhor levante mantenedores fieis e compromissados com os Projetos assistidos;
4 – Pela saúde física e sustento espiritual do Corpo de Cristo, principalmente no Norte do país.
5 – Pelos cristãos que se convertem ao Evangelho, para que permaneçam firmes na fé.
6 – Pelas crianças que frequentam os cultos e trabalhos nos Projetos existentes. Muitas delas saem às escondidas dos pais muçulmanos ou animistas (curandeiros), para que consigam crescer no conhecimento da Palavra e não desanimem. Para que o Senhor as livre de perseguições e agressões por partes dos familiares não cristãos.
7 – Para que o Senhor promova um grande avivamento na região.
8 – Culturalmente, há muitas diferenças entre os grupos étnicos que compõem a população moçambicana. Ore para que os líderes cristãos de diferentes etnias consigam superar as diferenças e se unirem no trabalho, tendo Jesus como exemplo.
9 – A Igreja enfrenta muitas restrições em suas atividades. Ore para que o governo reveja sua posição e sustente a garantia constitucional de liberdade religiosa, sem impor restrições aos missionários que chegam ou desejam entrar no país.
10 – Os cristãos sofrem com a miséria da nação. Ore para que cristãos estrangeiros ajudem Moçambique por meio de programas de desenvolvimento econômico e comunitário, o que poderia gerar boas relações entre a igreja e o governo.
11 – Ore para que os conflitos e mortes promovidos pelo grupo islâmico Al-Shabab cessem, para que moradores da região norte possam viver em paz.
12 – Ore permanentemente pelo Projeto Kunhimela, para que o Senhor envie mantenedores e capacite os Missionários Lízias Cabral Filho e sua esposa, Missionária Alessandra Lacerda a desenvolverem seus Ministérios da melhor maneira possível.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
Sempre juntos em Jesus
Antonio Carlos, aprendiz de servo