domingo, 31 de março de 2019

JAMI -CARTA MISSIONÁRIA MAVYANE - MARÇO/2019 - JAMI


29, março, 2019
Base da JAMI (Junta Administrativa de Missões da CBN) Belo Horizonte-MG, março de 2019.

“E ninguém colocaria vinho novo em velhos recipientes de couro. Os recipientes velhos se arrebentariam, deixando vazar o vinho e estragando o recipiente. Vinho novo deve ser guardado em recipientes novos”. Lucas 5:37-38

Olá, amigo(a)! Meu coração se alegra por poder escrever-lhe mais uma vez. Desejo-lhe saúde, paz e alegria!
Como você já sabe, além de servir à JAMI como missionária, no momento eu estou estudando Nutrição. Estou em meu 5º período e me sinto muito feliz por esta oportunidade de realizar mais esse sonho, que é fazer uma graduação extra religiosa.
Há algumas semanas estive fazendo uma aula prática de Tecnologia de Alimentos sobre a produção de fermentado de frutas. É muito interessante observar as etapas desde o processamento das frutas até a fermentação e quanto maior for a quantidade de açúcar na fruta melhor será o fermentado. Contudo, a fermentação exige condições específicas para que ela ocorra. O vinho, por exemplo, é elaborado com uvas maduras, frescas, sadias e isentas de resíduos de pesticidas.  No versículo de Lucas 5:37 e 38, Jesus está falando de um requisito essencial dessa produção: os odres.
Os odres eram um tipo de cantil, feitos de pele de cabra (couro) e usado para guardar líquidos como água e vinho. Os odres mantinham a temperatura do líquido agradável. O odre novo era também muito forte e ao mesmo tempo elástico, ótimo para armazenar o vinho novo que fermentaria com o calor liberando gases, expandindo a estrutura dele.
Do mesmo modo, o Senhor deseja  fazer de nós como odres novos com vinho novo. A expansão do odre é como o conhecimento de Deus bem como as experiências que adquirimos na jornada cristã, e o vinho novo é a renovação da mente e coração. Não há como pôr vinho novo em odres velhos.
Então, um odre novo é essencial pra suportar o vinho novo. Todos os dias Deus quer fazer coisas novas em nossas vidas. A vida cristã é feita de estações e a cada nova primavera temos a oportunidade de reflorescer e crescer como a árvore plantada junto à beira de um rio. E para isso é necessário se tornar um aprendiz flexível a cada novo dia e aprender com Cristo que é o nosso vinicultor.
Ore por mim
1- Por saúde física, emocional e espiritual;
2- Pela minha família;
3- Por direção de Deus para as próximas etapas.

Que a paz do Senhor Jesus seja com você!
Atenciosamente, Miss. Mavyane
mavyane-baracho@hotmail.com /  Instagram

Para acessar a Carta com imagens clique AQUI


sábado, 30 de março de 2019

INFORMATIVO PROCURANDO OS PERDIDOS - ANO II - NÚMERO 25


CLIQUE NA IMAGEM PARA FAZER GRATUITAMENTE O DOWNLOAD DO INFORMATIVO EM PDF

Graça e paz!
.
            Na “Matéria de Capa”: “DIP 2019” transcrevemos as informações disponibilizadas pela Missão Portas Abertas para que você envolva a Igreja em que congrega na divulgação acerca da perseguição dos cristãos ao redor do mundo. O Domingo da Igreja Perseguida (DIP) será realizado no dia 16 de junho deste ano. Aproveite para cadastrar a sua Igreja neste movimento em prol de nossos irmãos.
            Na seção “Testemunhos”, conheceremos a história de Hannah, uma cristã que conseguiu sair da Coreia do Norte e hoje vive com a família na coreia do Sul. Saiba como ela conseguiu escapar à perseguição.
Na “Reflexão da Semana” com o título: “A Verdade busca seguidores” mostraremos que nem todos os que se dizem cristãos estão de fato envolvidos com mensagem dos Evangelhos e com a Verdade que ela preconiza.
Não deixe de interceder pela Igreja Perseguida, pelos Povos não alcançados, pelos missionários e demais pedidos que são mencionados em nossos Pedidos permanentes de oração.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
O seu envolvimento nesse ministério de intercessão é muito importante. As pessoas podem não vê-lo intercedendo, mas com certeza o Senhor estará contemplando e respondendo segundo a sua fé e seu amor pelos irmãos e pela Obra redentora de Jesus.
Que o Senhor conceda a paz que tanto necessitam para colocarem em prática as tarefas que Ele confiou a cada um. Que haja harmonia em seus lares e ministérios.
Que o Senhor lhes conceda sabedoria e entendimento em todas as coisas, para que através de suas vidas e ministérios o nome do Senhor seja exaltado e glorificado.
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo.

domingo, 24 de março de 2019

INFORMATIVO PROCURANDO OS PERDIDOS - ANO II - Nº 24


CLIQUE NA IMAGEM PARA BAIXAR O INFORMATIVO EM PDF 

Graça e paz!
.
            Na “Matéria de Capa”: “A Igreja e Ação Social – A fé na dimensão da ação, veremos que no entendimento de Wesley “não há santidade que não seja santidade social (...) reduzir o Cristianismo tão somente a uma expressão solitária é destruí-lo”.
            Na seção “Testemunhos”, conheceremos a história de Omar, um cristão saudita que enfrentou dificuldades para frequentar e colaborar com a igreja local
Na “Reflexão da Semana” com o título: “Refletindo o amor de Deus” veremos que muito embora o mundo esteja caminhando na contramão do amor ao próximo, existem homens e mulheres que se entregam de corpo e alma para minimizar os sofrimentos de seus irmãos.
Não deixe de interceder pela Igreja Perseguida, pelos Povos não alcançados, pelos missionários e demais pedidos que são mencionados em nossos Pedidos permanentes de oração.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
O seu envolvimento nesse ministério de intercessão é muito importante. As pessoas podem não vê-lo intercedendo, mas com certeza o Senhor estará contemplando e respondendo segundo a sua fé e seu amor pelos irmãos e pela Obra redentora de Jesus.
Que o Senhor conceda a paz que tanto necessitam para colocarem em prática as tarefas que Ele confiou a cada um. Que haja harmonia em seus lares e ministérios.
Que o Senhor lhes conceda sabedoria e entendimento em todas as coisas, para que através de suas vidas e ministérios o nome do Senhor seja exaltado e glorificado.
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo.

terça-feira, 19 de março de 2019

JAMI - CARTA MISSIONÁRIA PAULA CORRÊA - JAMI - RIBÁUÈ- MOÇAMBIQUE - FEVEREIRO 2019


PARA ACESSAR A CARTA COM IMAGENS FAÇA O DOWNLOAD EM PDF CLICANDO NA IMAGEM

Fevereiro de 2019
G R A T I D Ã O
Alegrar-se no Senhor não é resultado de um mero sentimento, mas do reconhecimento da Sua bondade. Trata-se de enxergar que nenhuma tragédia da vida superará a Sua graça.      Ronaldo Lidório
Sou grata a Deus por tudo que vi, vive, fiz e senti. O Projeto Edificar tem mudado a minha vida e minha forma de ver o mundo, graças ao apoio da JAMI e cooperação dos irmãos que atraves das orações, e contribuições fazem esse Projeto acontecer. Louvo a Deus por cada um de vocês a quem ELE mesmo tem chamado para a obra. Assim, com o coração grato, começamos 2019. A viagem para Beira foi tranquila, consegui resolver a questão do Visto e agora já estou em Ribáuè. A Jornada Teológica foi realizada. Aleluia! Durante 10 dias, no fim de janeiro, 26 alunos de regiões diversas participaram do segundo módulo realizado em Ribàuè.
Seguimos com as Classes de EBD para adolescentes e crianças, com o Curso de Formação de Professores para o Ministério com crianças. E a benção de poder continuar a ensinar lições bíblicas na escolinha local. Além disso quase um ano depois de iniciarmos a campanha para a compra das cadeiras para as crianças a benção chegou!
COOPERAÇÃO! Contamos com a ajuda dos irmãos que contribuíram financeiramente e que oraram para que encontrássemos as cadeiras. As missionárias Lícia Santana e Maria Pires e Pr. Simonal encontraram, compraram, armazenaram e enviaram para a cidade de Nampula. A Miss. Sônia Siqueira conduziu o carro cheio até Ribáuè. O resultado foi recompensador, as crianças ficaram muito felizes! Assim deixo aqui meus sinceros agradecimentos a todos! Ninguém edifica a obra sozinho.
Deus abençoe vocês!
Miss. Paula Cristina
Ribáuè – Moçambique
Fonte: www.jami.com.br

segunda-feira, 18 de março de 2019

JAMI - CARTA MISSIONÁRIA VANESSA NUNES (JAMI)- LIMA -PERU - MARÇO 2019


PARA BAIXAR A CARTA EM PDF COM AS FOTOS, CLIQUE NA IMAGEM

14, março, 2019
“Foi o Senhor que fez isto, e é coisa maravilhosa aos nossos olhos”.
Salmo 118.23
Lima-Peru, março de 2019
Amados irmãos, graça e paz!
Ao ler este salmo o meu coração se encheu de gratidão ao Senhor! No dia 06 de março completei seis anos em solo peruano para viver um novo tempo ministerial em minha carreira missionária. Por um momento encontrei-me fazendo uma retrospectiva, desde o momento em que compreendi que era tempo de vir a este país e fazer o que Deus mesmo havia posto em meu coração. Lembrei-me de como Deus poderosamente levantou, entre vocês, mantenedores, intercessores, amigos … Como Ele colocou amor no meu coração por este povo e como aqui nessa nação me senti tão amada e acolhida! Lembrei de experiências vividas que me levaram a amadurecer e a depender mais Dele. Não me resta mais nada a não ser ter a mesma compreensão que o salmista teve e me render diante Dele em adoração dizendo: “Foi o Senhor que fez isto, e é coisa maravilhosa aos nossos olhos.”
Depois de passar dois meses no Brasil cuidando do meu pai, no dia 5 de fevereiro retornei a Lima para continuar seguindo as atividades ministeriais com a igreja e o seminário.
Quero convidá-lo a se alegrar comigo e a agradecer ao nosso bom Deus pelos cinco anos em que as portas da Iglesia Bautista de La Restauración foram abertas para pregar o evangelho e restaurar vidas no amor de Cristo. Como disse o Salmista (Sl.45.1) “De boas palavras transborda o meu coração.” Nos dias 23 e 24 de fevereiro realizamos Cultos de Ações de Graças ao Senhor e contamos com a presença de alguns pastores convidados, pessoas que nos visitaram e ouviram a Palavra. Os ministérios de mulheres, homens e crianças da igreja tiveram uma participação especial louvando ao Senhor pela Sua fidelidade. Toda glória seja dada ao nosso Deus! Continuem orando por essa obra, pela liderança. Orem para que Deus continue usando cada membro desta igreja para ser luz do mundo e sal da terra, expressando o amor de Deus e dando sabor à vida de muitos que estão ao nosso redor e que ainda não conhecem Jesus como Senhor e Salvador de suas vidas.
Nos dias 2 e 3 de março realizamos uma Escola Bíblica de Férias, momento precioso de ensinar a palavra de Deus às nossas crianças. Como tem sido bom ouvir o testemunho de algumas mães que ainda não congregam, mas que falaram da alegria que têm de saber que seus filhos estão aprendendo de Jesus. Esses dias uma mãe escreveu-me agradecendo pelo que sua filha tem “Foi o Senhor que fez isto, e é coisa maravilhosa aos nossos olhos.” Salmo 118.23 aprendido e falou que a filha, de apenas seis anos, disse: “mamãe, não vejo a hora de abrir a igreja pra que eu possa ir, eu amo ir à igreja”. Outra mãe de uma menina de sete anos disseram-me: “missionária, todos os domingos minha filha acorda e me diz “ mamãe devo me arrumar porque já é quase a hora de ir pra igreja”. Tem sido um privilégio poder semear a palavra no coração desses pequenos, porque veremos os frutos para a glória de Deus.

Seminário
No dia 5 de abril realizaremos a formatura de mais uma turma do curso de “Formação Ministerial”. Estarão se formando seis alunos que, com muito esforço, chegaram ao final do treinamento. Somos gratos a Deus porque durante um ano e sete meses, viajávamos (Mis. Patrícia, Mis. Karito e eu), toda quarta-feira, cerca 2h30min, a outro distrito de Lima, para capacitar estes amados irmãos para melhor servirem no reino de Deus. Somos gratas a Deus pela oportunidade. Sinto-me realizada em poder contribuir com a formação desses preciosos irmãos. Orem pela nossa formatura, provisão, pelos nossos alunos para que sejam bênção por onde o Senhor os enviar.

Agradecimento

Obrigada por você fazer parte da missão de Deus aqui nessa nação!Estamos juntos.


Pedidos de Oração
· Pela equipe missionária aqui em Lima;
· Pela saúde e conversão do meu pai (Gerson Nascimento);
· Por direção do Senhor nas decisões a serem tomadas.
· Pela JAMI, diretoria, e missionários espalhados pelo mundo;

domingo, 17 de março de 2019

JAMI - CARTA MISSIONÁRIA PROJETO KUNHIMELA - MARÇO 2019


CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DA CARTA EM PDF


Paz e graça queridas, queridos irmãos!

Essa semana que chega ao fim foi extremamente tensa, mas louvamos a Deus pelos livramentos a nós concedidos. Agradeçamos ao Senhor:
- pelo curso de xadrez que será oferecido no projeto gratuitamente por um moçambicano que se voluntariou. Seu nome é Elton, orem pra que Deus haja em sua vida;
- por Seu cuidado incondicional;
- por cada intercessor e igreja que tem nos sustentado financeiramente, em cuidado emocional e intercessão constante;
- pelo bom andamento de nossas programações no projeto e na igreja. Todas as atividades já foram reiniciadas;
Temos muitos desafios, por isso, pedimos que continuem nos ajudando em oração:
- queremos comprar uma bateria e um baixo para a igreja, pois desejamos ensinar esses instrumentos também;
- por novos padrinhos pra o projeto, pois ainda é pequeno o número de colaboradores. Temos conseguido arcar com as despesas mediante algumas ofertas esporádicas;
- por condições para reabilitar a igreja que tem um vazamento no teto e alguns buracos no chão por causa das chuvas e da umidade do terreno, entre outros;
- não conseguirmos atingir o valor necessário para o programa diário de alimentação, seguimos crendo;
- nosso tempo de descanso (ainda não conseguimos sair!);
- pelo período de divulgação no Brasil. Pela fé, já estamos nos organizando para visitar o máximo de irmãos queridos que tenhamos condições;

Que o Senhor continue nos orientando e dando estratégias para o Seu trabalho. Em Cristo, de Moçambique, mis. Alessandra & Lízias Cabral Filho.
- Projeto Kunhimela - “Esperança é o que nos move!”
Estamos na luta, crendo no melhor de Deus.

Deseja fazer Missões colaborando com o Projeto Kunhimela?
Deixe nos comentários e informaremos como proceder ou mande-nos um email para: missões@procurandoosperdidos.com.br
Que o Senhor o abençoe rica e abundantemente.

INFORMATIVO PROCURANDO OS PERDIDOS - ANO II - NÚMERO 23



CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DO ARQUIVO EM PDF



Graça e paz!
.
            Na “Matéria de Capa” Apresentamos breves orientações que as pessoas podem observar nos seus contatos com pessoas portadoras de deficiência. Não constituem regras, mas esclarecimentos resultantes da experiência de diferentes pessoas que atuam na área e que apontam para as especificidades dos diferentes tipos de deficiências.
            Na seção “Testemunhos”, conheceremos a história de Daniel Ritchie que, mesmo sem ter os braços declara que a sua aflição é para gloria de Cristo, e nos mostra que podemos glorificar a Deus de forma poderosa através de nossas deficiências físicas.
Na “Reflexão da Semana” com o título: “Acalmando as tempestades da vida” veremos que mesmo que estejamos nos sentindo abandonados por todos: amigos, parentes, companheiros de jornada e quem sabe, ao olhar para o horizonte da nossas vidas, ele ainda se mostre sombrio e sem perspectivas... Sempre haverá uma oportunidade para que Deus nos ajude a superar essas dificuldades.
Não deixe de interceder pela Igreja Perseguida, pelos Povos não alcançados, pelos missionários e demais pedidos que são mencionados em nossos Pedidos permanentes de oração.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
O seu envolvimento nesse ministério de intercessão é muito importante. As pessoas podem não vê-lo intercedendo, mas com certeza o Senhor estará contemplando e respondendo segundo a sua fé e seu amor pelos irmãos e pela Obra redentora de Jesus.
Que o Senhor conceda a paz que tanto necessitam para colocarem em prática as tarefas que Ele confiou a cada um. Que haja harmonia em seus lares e ministérios.
Que o Senhor lhes conceda sabedoria e entendimento em todas as coisas, para que através de suas vidas e ministérios o nome do Senhor seja exaltado e glorificado.
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo.


sábado, 9 de março de 2019

Oração pela Igreja Moçambicana




Oração pela Igreja Moçambicana





Moçambicanos fugindo da perseguição no norte do país


“Finalmente, irmãos, orai por nós, para que a palavra do Senhor se propague e seja glorificada... e para que sejamos livres de homens perversos e maus; porque a fé não é de todos.” (2 Tessalonicenses 3: 1,2)

Graça e paz irmãos.
Gostaria de envolver os irmãos em orações e jejuns pela igreja moçambicana.
Levar a mensagem de salvação não é tarefa fácil onde existe perseguição religiosa, seja ela velada ou declarada. Velada, quando, na frente dos missionários, crentes e pastores, as pessoas dizem respeitar a mensagem do Evangelho e ao se afastarem proíbem seus familiares de seguirem as orientações que lhes foram dadas; declaradas, quando existem agressões e mortes de cristãos.
Em Moçambique a perseguição é velada. Mencionamos essa situação em nosso Informativo nº 17 (Acesse, baixe o arquivo em PDF e saiba mais sobre a situação geral do país: http://procurandoosperdidos.com.br/INFORMATIVO_ANO_II_-_NÚMERO_17.pdf ).

ORE INTENSAMENTE e JEJUE REGULARMENTE:

1 – Para que os missionários e pastores consigam desenvolver seus ministérios com mais tranquilidade, sem obstáculos por parte dos muçulmanos e curandeiros locais;
2 – Pela conversão dos grupos Islâmicos e curandeiros locais;
3 – Pelos mantenedores dos Projetos missionários existentes em todo o país e para que o Senhor levante mantenedores fieis e compromissados com os Projetos assistidos;
4 – Pela saúde física e sustento espiritual do Corpo de Cristo, principalmente no Norte do país.
5 – Pelos cristãos que se convertem ao Evangelho, para que permaneçam firmes na fé.
6 – Pelas crianças que frequentam os cultos e trabalhos nos Projetos existentes. Muitas delas saem às escondidas dos pais muçulmanos ou animistas (curandeiros), para que consigam crescer no conhecimento da Palavra e não desanimem. Para que o Senhor as livre de perseguições e agressões por partes dos familiares não cristãos.
7 – Para que o Senhor promova um grande avivamento na região.
8 – Culturalmente, há muitas diferenças entre os grupos étnicos que compõem a população moçambicana. Ore para que os líderes cristãos de diferentes etnias consigam superar as diferenças e se unirem no trabalho, tendo Jesus como exemplo.
9 – A Igreja enfrenta muitas restrições em suas atividades. Ore para que o governo reveja sua posição e sustente a garantia constitucional de liberdade religiosa, sem impor restrições aos missionários que chegam ou desejam entrar no país.
10 – Os cristãos sofrem com a miséria da nação. Ore para que cristãos estrangeiros ajudem Moçambique por meio de programas de desenvolvimento econômico e comunitário, o que poderia gerar boas relações entre a igreja e o governo.
11 – Ore para que os conflitos e mortes promovidos pelo grupo islâmico Al-Shabab cessem, para que moradores da região norte possam viver em paz.
12 – Ore permanentemente pelo Projeto Kunhimela, para que o Senhor envie mantenedores e capacite os Missionários Lízias Cabral Filho e sua esposa, Missionária Alessandra Lacerda a desenvolverem seus Ministérios da melhor maneira possível.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
Sempre juntos em Jesus
Antonio Carlos, aprendiz de servo

INFORMATIVO PROCURANDO OS PERDIDOS - ANO II - Nº 22


CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DO ARQUIVO EM PDF


Graça e paz!
.
            Na “Matéria de Capa” desta edição apresentamos 11 conselhos que precisamos conhecer antes de realizarmos doações para entidades beneficentes que diariamente nos abordam de várias maneiras na busca de donativos para seus projetos sociais.
            Na seção “Testemunhos”, conheceremos a história de Marilyn, uma jovem cristã de Minia, Egito, que foi sequestrada e forçada a se converter ao Islamismo e após passar três meses em cativeiro, Marilyn foi libertada; mas ainda está em processo de cura e tem que lidar com questões sociais.
Na “Reflexão da Semana” com o título: “Superando as adversidades da vidaveremos que as lutas e as dificuldades vêm sobre todos, independentemente de amarem ou não ao Senhor e que a receita será sempre: não desistir, mas prosseguir confiando em Deus. Aprenderemos ainda, como aplicar a oração de Habacuque em nosso dia a dia.
Não deixe de interceder pela Igreja Perseguida, pelos Povos não alcançados, pelos missionários e demais pedidos que são mencionados em nossos Pedidos permanentes de oração.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
O seu envolvimento nesse ministério de intercessão é muito importante. As pessoas podem não vê-lo intercedendo, mas com certeza o Senhor estará contemplando e respondendo segundo a sua fé e seu amor pelos irmãos e pela Obra redentora de Jesus.
Que o Senhor conceda a paz que tanto necessitam para colocarem em prática as tarefas que Ele confiou a cada um. Que haja harmonia em seus lares e ministérios.
Que o Senhor lhes conceda sabedoria e entendimento em todas as coisas, para que através de suas vidas e ministérios o nome do Senhor seja exaltado e glorificado.
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo.

terça-feira, 5 de março de 2019

REVISTA PROCURANDO OS PERDIDOS - ANO I - NÚMERO 1

CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DO ARQUIVO EM PDF


Graça e paz!

            Você, querido irmão e leitor que tem nos acompanhado através dos Informativos, gostaríamos de expressar o nosso mais profundo respeito e gratidão. Agradecemos a todos que nos tem escrito dizendo que têm orado pelo Projeto Procurando os Perdidos, pelo Projeto Kunhimela pelos motivos de oração que transmitimos através dos Informativos.
            O Informativo Procurando os Perdidos e as Orações pela Igreja Perseguida e pelos povos não alcançados continuará a ser disponibilizado semanalmente para download através de nosso site e redes sociais.
            Nosso desejo – e cremos que também seja o de Deus – é que o Projeto Procurando os Perdidos se torne não apenas em um canal de informação e colaboração com o campo missionário, mas também em um veículo de edificação do corpo de Cristo através do ensino e da orientação, principalmente para os que desejarem abraçar Missões como alvo para suas vidas. Daí surgiu o desejo de publicar uma Revista mensal onde pudéssemos transmitir informações importantes para todos os cristãos que têm o desejo de crescer no conhecimento e na prática dos ensinamentos da Palavra de Deus.
            A Revista Procurando os Perdidos tem por objetivo colaborar na edificação do Reino e na conscientização da necessidade de envolvimento da igreja local com Missões e Evangelização. Será publicada mensalmente e distribuída gratuitamente através de download do arquivo em PDF em nossas páginas oficiais. Elaborado pela equipe do Projeto “Procurando os Perdidos” procurará disponibilizar informações que ajudem no crescimento e no fortalecimento do corpo de Cristo. Os textos são escolhidos não apenas pela qualidade de suas informações, mas acima de tudo, pelo testemunho e vivência cristã de seus autores. Muitos textos fazem parte de matérias ensinadas em renomados Seminários Teológicos e que muitas vezes, desconhecidos de grande parte dos membros das igrejas locais.
Não deixe de conferir também os Informativos do Projeto, intercedendo pela Igreja Perseguida, pelos Povos não alcançados, pelos missionários e demais pedidos que são mencionados em nossos Pedidos permanentes de oração.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
O seu envolvimento nesse ministério de intercessão é muito importante. As pessoas podem não vê-lo intercedendo, mas com certeza o Senhor estará contemplando e respondendo segundo a sua fé e seu amor pelos irmãos e pela Obra redentora de Jesus.
Que o Senhor conceda a paz que tanto necessitam para colocarem em prática as tarefas que Ele confiou a cada um. Que haja harmonia em seus lares e ministérios.
Que o Senhor lhes conceda sabedoria e entendimento em todas as coisas, para que através de suas vidas e ministérios o nome do Senhor seja exaltado e glorificado.
Boa leitura!
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo.

sexta-feira, 1 de março de 2019

Cristão participa do carnaval?


O que representa o Carnaval para o Cristão?



Ao iniciarmos essa reflexão gostaríamos de deixar claro que por “cristão”, entendemos aquela pessoa que teve um encontro verdadeiro com Cristo e que “nasceu de novo” segundo os padrões bíblicos.
Para essa pessoa, que deseja permanentemente ter intimidade com Deus necessário se faz, que abandone todo envolvimento com aquilo que possa impedir que essa aproximação se efetive.
O apóstolo Paulo nos ensina que é impossível haver comunhão entre luz e trevas (2Co 6.14).
No Antigo Testamento, Deus diz ao povo que pelo fato dEle ser Santo, haveria a necessidade de que o povo também o fosse (Lv 11.45).
Em Dt 20.16-18, Deus ordenou ao povo hebreu que destruísse todo ser vivente das nações que eles haveriam de conquistar.
Qual seria a intenção de Deus ao ordenar essa matança generalizada? Logo Ele que é a personificação do amor!

Com essa atitude Deus queria:
1)    Mostrar Sua justiça diante de um povo pecador.
Povo dado a toda espécie de promiscuidade sexual e moral; que mantinha prostitutas rituais dentro dos templos de seus deuses; que eram dados à idolatria e aos sacrifícios humanos e que chegavam ao ponto de, muitas vezes, oferecerem os próprios filhos a Moloque (Lv 18.21) e cujos atos nada que fosse útil poderia ser ensinado ao povo de Deus.
2)    Demonstrar Sua indignação diante do pecado, cujo salário é a morte (Gn 2.17 e Rm 6.23).
3)    Poupar o povo hebreu de pecar como acontecia àquelas nações e que através de sua separação poderia cumprir a missão messiânica que faria dele uma nação sacerdotal e uma bênção para todas as nações da terra.
O povo de Deus deve – em todos os tempos – ser santo, mas especialmente naquela época deveria não apenas ser diferente, mas também separado de todos os outros povos, a fim de pertencer exclusivamente a Deus (Ex 19.5).
Uma das razões pela qual Deus castigou o Seu povo com os cativeiros (Assíria e Babilônia) foi por causa de seu obstinado apego à idolatria e ao modo pecaminoso de vida dos povos vizinhos.
Em Josué 23.12,13 e Números 33.51-55 Deus disse ao povo que se eles se desviassem dEle e fizessem aliança ou se misturassem com aquelas nações, Ele não mais os expulsaria do meio de Israel, mas que eles (esses estrangeiros) seriam por laço e rede para o povo de Deus.
João nos adverte que se amarmos o mundo e as coisas que nele estão o amor de Deus não estará em nós (1 Jo 2.15,16).
Em Mt 5.13-18 Jesus nos ensina que somos Sal da terra e luz do mundo e é necessário  que através de nossas obras todos venham a glorificar a Deus.
Em Efésios 4.17-5.22, Paulo nos ensina como devemos nos comportar diante dos costumes gentios e como devemos nos afastar do pecado para nos aproximarmos de Deus.
Em Gálatas 5.16-25, Paulo expõe as obras da carne e o fruto do Espírito.
Vejamos as obras da carne que estão representadas no carnaval.
1-    PROSTITUIÇÃO: imoralidade sexual de todas as formas (Mt 5.32;19.9; At 15.20,29;21.25; 1Co 5.1).
2-    IMPUREZA: pecados sexuais, atos pecaminosos e vícios, inclusive maus pensamentos e desejos do coração (Ef 5.3; Cl 3.5).
3-    LASCÍVIA: sensualidade. É a pessoa seguir suas próprias paixões e maus desejos a ponto de perder a vergonha e a decência (2Co 12.21).
4-    IDOLATRIA: adoração de espíritos (entidades do candomblé, umbanda e cultos afros são expostos descaradamente), pessoas ou ídolos e também a confiança em uma pessoa, instituição ou objetos como se tivessem autoridade igual ou maior que Deus e Sua Palavra (Cl 3.5).
5-    FEITIÇARIAS: Magia negra, adoração de entidades demoníacas, uso de drogas e outros materiais utilizados na prática da feitiçaria (Ex 7.11; 8.18; Ap 9.21; 18.23).
6-    INIMIZADES: intenções e ações fortemente hostis; antipatias e inimizades externas.
7-    PORFIAS: brigas, oposição, luta por superioridade (Rm 1.29; 1Co 11.3.3).
8-    EMULAÇÕES: ressentimento, inveja amarga pelo sucesso dos outros (Rm 13.13; 1Co 3.3).
9-    IRAS: ira ou fúria explosiva que irrompe através de palavras e ações violentas (Cl 3.8).
10- PELEJAS: ambição egoísta e cobiça de poder (2Co 12.20; Fp 1.16,17).
11- INVEJAS: antipatia ressentida contra outra pessoa que possui algo que não temos ou queremos.
12- BEBEDICES: descontrole das faculdades físicas e mentais por meio de bebida embriagante e podemos colocar também drogas ilegais que alteram o comportamento do usuário.
13- GLUTONARIAS: diversões, festas com comida e bebida de modo extravagante e desenfreado, envolvendo drogas, sexo e coisas semelhantes.
As palavras finais de Paulo sobre as obras da carne são severas e enérgicas: quem se diz crente em Jesus e participa dessas atividades iníquas exclui-se do reino de Deus, isto é, da salvação (Gl 5.21).
Muitos textos poderiam ser mencionados para demonstrar a necessidade do povo de Deus separar-se não somente desta festa diabólica chamada carnaval, que longe está daquelas festas medievais que precediam a uma abstinência de carne de animais durante um período de tempo com finalidades religiosas. Hoje a “festa da carne” propaga a libertinagem, o consumo de drogas, a imoralidade em grande escala, a prostituição, a lascívia, consumo de bebidas alcoólicas de forma desenfreada, reverência a deuses pagãos (orixás e coisas que o valham). Nestes dias as chaves da cidade são entregues “simbolicamente” ao rei do carnaval, “Momo”, para governá-la. É como se disséssemos: “Por favor traga-nos um pouco de diversão, porque não aguentamos viver o tempo todo voltados para Deus!”
Para muitos, esses dias são a maneira encontrada para extravasar seus apetites pecaminosos.
Alguns vão para os locais de desfile para participarem ou simplesmente assistirem.
Para alguns é um espetáculo de rara beleza, para outros a oportunidade de se “liberarem das pressões” causadas pelas lutas do dia a dia.
Outras pessoas não têm a coragem de participar ativamente, por essa razão ficam em suas casas acompanhando pela televisão.
Jesus disse (Mt 6.22,23) que os olhos são a candeia do corpo e se eles forem trevas ao invés de luz, como será então o nosso corpo? Com isso Ele quis dizer também que os olhos são as janelas do corpo: O pecado começa pelo olhar, depois manifesta-se na mente e coração através do desejo e por fim consuma-se pela execução do prazer (Gn 3.6), porque o pecado tem pelo menos 3 características segundo Gn 3.4-7:
1-    É AGRADÁVEL AOS OLHOS;
2-    DÁ PRAZER NO ATO DE PRATICÁ-LO; e
3-    INFLUENCIA OS OUTROS. (O pecador não consegue permanecer sozinho no seu erro, mas o seu desejo é de que o mal se propague).

Quando pegamos a ladeira do pecado, dificilmente conseguimos parar!

A Palavra de Deus nos adverte que “os olhos do Senhor estão em todo lugar” (Sl 33.13), dessa forma, se ficarmos “contemplando” os desfiles de carnaval ou prostituição visual, estaremos sendo coniventes com o pecado e nós, enquanto crentes e tementes a Deus, somos ou pelo menos deveríamos servir de exemplo, como diz Pedro: Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz, a vós que, em outro tempo, não éreis povo, mas, agora, sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas, agora, alcançastes misericórdia.” (1Pe 2.9,10)

Ao analisarmos determinadas situações a que estamos sujeitos nos dias atuais, a dúvida que vem à nossa mente é: “será que isso está escrito na Bíblia?” No caso específico do carnaval, não vamos encontrar uma proibição bíblica com o título “O CARNAVAL É PROIBIDO”, mesmo porque o mesmo não existia com as mesmas características dos dias atuais.
Pelo que pudemos analisar brevemente, vimos que o carnaval não contém nada que posso edificar o cristão, ao contrário, o que acontece durante os dias de sua realização estão, estes sim, definidos como pecados diante de um Deus Santo que não pode de maneira alguma compactuar com um festival de obscenidades e depravação dos padrões éticos e morais exigidos pelas pessoas de caráter.
Se o cristão tiver dúvidas em relação ao seu posicionamento diante dessa abominação, o conselho bíblico é: “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e não o lança em rosto: e ser-lhe-á dada.” (Tg 1.5)
Agora, se o “cristão” não encontra problemas em assistir, participar ou comentar prazerosamente a tudo isso, o conselho bíblico também é claro a respeito:  “Continue o injusto fazendo injustiça, continue o imundo ainda sendo imundo; o justo continue na prática da justiça, e o santo continue a santificar-se. E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras. Eu sou o Alfa e o Ômega, o Primeiro e o Último, o Princípio e o Fim. Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras no sangue do Cordeiro, para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas. Fora ficam os cães, os feiticeiros, os impuros, os assassinos, os idólatras e todo aquele que ama e pratica a mentira. Eu, Jesus, enviei o meu anjo para vos testificar estas coisas às igrejas. Eu sou a Raiz e a Geração de Davi, a brilhante Estrela da manhã.” (Ap 22.11-16)

Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos