quinta-feira, 1 de agosto de 2019

INFORMATIVO PROCURANDO OS PERDIDOS - ANO II - NÚMERO 32


CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DO ARQUIVO EM PDF 

Carta ao Leitor
Graça e paz!

Diante do liberalismo teológico e da proliferação de seitas que se utilizam de partes da Bíblia para justificarem seus postulados, confiar integralmente na Bíblia tem se tornado um desafio para grande parte dos cristãos que creem na inerrância da Palavra de Deus.
Diante de tantas informações incompletas e incorretas relacionadas aos textos originais, não são poucos os cristãos que por falta de conhecimento bíblico ou de maturidade cristã acabem se perguntando: Afinal de contas, podemos ou não confiar na Bíblia?
É comum entre as pessoas associarem algumas seitas como cristãs, simplesmente porque elas de uma maneira ou de outra mencionam o nome de Jesus ou textos contidos nos Evangelhos.
Algumas até adotam certas práticas e ensinamentos cristãos, mas quando são examinadas e comparadas detalhadamente com os textos bíblicos ficam evidentes os enganos de seus postulados. Esse é o caso do Espiritismo, também chamado de Kardecismo por grande parte da população e de seus próprios adeptos, num claro desejo de se dissociarem das religiões africanas como a Umbanda, Quimbanda, etc., onde segundo eles – espíritas – a única coisa comum que há entre elas é o mediunismo, ou seja: a possibilidade de os espíritos dos mortos se comunicarem com os vivos.
Nesta Edição trataremos dessa questão, tendo como tema: “Podemos confiar na Bíblia? Cristianismo X Espiritismo” e abordaremos ainda quem de fato é Jesus para os cristãos e para os espíritas.
            Na seção “Testemunho Cristão”, conheceremos as lutas que uma irmã da Líbia precisou enfrentar e vencer para manter-se fiel. Mesmo diante da traição familiar e da possibilidade de perder a própria vida, ela não recuou em sua decisão de seguir a Jesus..
Na “Reflexão da Semana” baseada em João 8:31-32, com o título: “Quem tem medo da verdade?” veremos como muitas pessoas evitam ser confrontadas com a Palavra de Deus, preferindo apegar-se à mentiras propagadas diariamente por enganadores que têm como principal objetivo, perverter os seres humanos e impedi-los de conhecer a Verdade..
Não deixe de interceder pela Igreja Perseguida, pelos Povos não alcançados, pelos missionários e demais pedidos que são mencionados em nossos Pedidos permanentes de oração.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
O seu envolvimento nesse ministério de intercessão é muito importante. As pessoas podem não vê-lo intercedendo, mas com certeza o Senhor estará contemplando e respondendo segundo a sua fé e seu amor pelos irmãos e pela Obra redentora de Jesus.
Que o Senhor conceda a paz de que tanto necessitamos para colocarmos em prática as tarefas que Ele confiou a cada um de nós. Que haja harmonia em seus lares e ministérios.
Que o Senhor lhes conceda sabedoria e entendimento em todas as coisas, para que através de suas vidas e ministérios o nome do Senhor seja exaltado e glorificado.
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo.             

REVISTA PROCURANDO OS PERDIDOS - ANO I - NÚMERO 06


CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DO ARQUIVO EM PDF

Carta ao leitor
Graça e paz!
            Nunca se tornaram tão atuais os conselhos do apóstolo Paulo a seu discípulo Timóteo: “prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina. Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas. Tu, porém, sê sóbrio em todas as coisas, suporta as aflições, faze o trabalho de um evangelista, cumpre cabalmente o teu ministério.” (2 Tm 4.2-5).
            O desejo de atrair os pecadores para o rol de membros das igrejas, fez com que um grande número de líderes e liderados não medissem as consequências de suas mensagens. Para atraí-los criaram “programas” mais atraentes, com púlpitos (palcos) iluminados, equipamentos de som profissionais, músicas que exaltam mais o ser humano do que a Deus. As roupas foram ficando cada vez mais parecidas com as roupas da moda e acabou gerando as “grifes” de moda gospel. Mensagens sobre a Cruz, pecado, julgamento divino e necessidade de mudanças reais no caráter dos pecadores que se entregavam a Cristo ficaram para trás e deram lugar para as mensagens triunfalistas que enfatizam as vitórias materiais do crente em todas as áreas da sua vida. “Somos cabeça e não cauda” enfatizam seus seguidores na tentativa de justificarem a prepotência e a arrogância de muitos.
Esses e outros desvios doutrinários serão analisados nesta Edição com o título: “A teologia liberal e suas implicações para a fé bíblica”.
Na seção “Seitas e Heresias” a matéria do Pastor Alex Esteves, ensina-nos como podemos identificar um teólogo liberal. Segundo ele, “O liberalismo teológico é uma ameaça real, não um tema de interesse exclusivamente acadêmico”.
A Reflexão do mês: “A visão da Salvação”, nos mostra quão equivocado é o pensamento daqueles que buscando consolo e tranquilidade longe dos ensinamentos que o Senhor nos deixou em Sua Palavra – a Bíblia, pois acreditam que todos os caminhos levam a Deus e que eles nos garantem a felicidade eterna. Pura ilusão!
Não deixe de enviar suas críticas, elogios e sugestões pelo email contato@procurandoosperdidos.com.br ou através de nossas redes sociais. Sua opinião e sugestões são extremamente importantes para que possamos melhorar cada vez mais as informações que disponibilizamos por aqui.
Boa leitura!
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo.