terça-feira, 2 de julho de 2019

INFORMATIVO PROCURANDO OS PERDIDOS - ANO II - NÚMERO 31


CLIQUE NA IMAGEM E FAÇA O DOWNLOAD DO ARQUIVO EM PDF

Carta ao Leitor
Graça e paz!

Cumprir o “IDE” de Jesus, pregando o Evangelho a toda criatura, certamente é o desejo de todo aquele que verdadeiramente nasceu de novo. Mas nem sempre esse sentimento se reflete na igreja na qual esse futuro desbravador de nações congrega.
Certamente existem muitas igrejas compromissadas dom Evangelismo e Missões e já possuem seus Conselhos Missionários funcionando a todo vapor.
Todavia, verdade seja dita, infelizmente nos dias de hoje, algumas igrejas não têm a menor preocupação com as almas que se perdem. Outras, no entanto, apesar de sentirem esse desejo pulsar em seus corações, não sabem como se organizar para levar a mensagem fora dos portões do templo.
Nesta Edição cuja matéria de Capa tem o título: “CONSELHO MISSIONÁRIO – Sua Igreja ainda não tem?”, apresentamos um guia completo para a criação e administração de um modelo de Conselho Missionário que poderá ser aplicado a toda Igreja que desejar institui-lo, independentemente do seu tamanho e do número de membros. Basta apenas terem membros compromissados e apaixonados pelas almas perdidas. Cremos que esse Manual será de extrema utilidade para os que têm e os que ainda criarão seus Conselhos Missionários. Não deixe de imprimi-lo e consultá-lo a cada passo de sua estruturação.
                        Na seção “Testemunho Cristão”, conheceremos testemunho de conversão de um dos meus maiores amigos, Sérgio Coscarelli. Nos convertemos na mesma época, igreja e fomos batizados no mesmo dia. Vale a pena conferir a história de vida desse autêntico servo de Deus.
Na “Reflexão da Semana” baseada em Joel 2:1-14, com o título: “Sinais da verdadeira conversão” veremos quais são os sinais que o texto nos ensina para que efetivamente espelhemos a experiência da conversão em nossas vidas.
Não deixe de interceder pela Igreja Perseguida, pelos Povos não alcançados, pelos missionários e demais pedidos que são mencionados em nossos Pedidos permanentes de oração.
Coloquemo-nos na brecha e não sejamos como os negligentes mencionados em Ezequiel 22.30: “Busquei entre eles um homem que tapasse o muro e se colocasse na brecha perante mim, a favor desta terra, para que eu não a destruísse; mas a ninguém achei.”.
O seu envolvimento nesse ministério de intercessão é muito importante. As pessoas podem não vê-lo intercedendo, mas com certeza o Senhor estará contemplando e respondendo segundo a sua fé e seu amor pelos irmãos e pela Obra redentora de Jesus.
Que o Senhor conceda a paz de que tanto necessitamos para colocarmos em prática as tarefas que Ele confiou a cada um de nós. Que haja harmonia em seus lares e ministérios.
Que o Senhor lhes conceda sabedoria e entendimento em todas as coisas, para que através de suas vidas e ministérios o nome do Senhor seja exaltado e glorificado.
Sempre juntos em Jesus.
Antonio Carlos, aprendiz de servo.             

Nenhum comentário:

Postar um comentário